• Portugais Sermões

    António Vieira

    O volume, com o texto atualizado segundo o Novo Acordo ortográfico, contém os seguintes sermões do Padre António Vieira: Sermão da Sexagésima; Sermão da Quarta-feira de Cinza; Sermão da Terceira Quarta-feira da Quaresma; Sermão da Quinta Dominga da Quaresma; Sermão de Santo António; Sermão de S. Pedro; Sermão de Santo Inácio; Sermão do Bom Ladrão; Sermão do Nascimento da Virgem Maria; Sermão da Glória de Maria, Mãe de Deus; Sermão dos Bons Anos; Sermão do Mandato; Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal contra as de Holanda; Sermão da Primeira Dominga do Advento - I; Sermão da Primeira Dominga do Advento - II.

  • "Muitas novidades se verão nesta nossa História, não novas por novas, senão novas por antiquíssimas." António Vieira. 
    História do Futuro é um texto messiânico e profético.

  • O Sermão de Santo António aos Peixes foi proferido na cidade brasileira de São Luís do Maranhão, em 1654, três dias antes do Padre António Vieira embarcar secretamente para Portugal, onde iria tentar obter uma legislação justa para os índios.
    A obra constitui uma alegoria de surpreendente imaginação e poder satírico do grande pregador jesuíta, que utiliza vários peixes - o roncador (analogia aos soberbos); o pegador (parasitas); o voador (ambiciosos); o polvo (hipócritas e traidores) - como símbolos dos vícios e prepotência dos colonos que tudo "engolem" e "devoram".
    Sermão de Santo António aos Peixes, do Padre António Vieira, faz parte integrante da colecção Biblioteca Essencial da Literatura Portuguesa, da editora Atlântico Press, uma publishing company, no mercado editorial desde 1992.


  • Inclui as mais recentes alterações ao Código do Trabalho

    Um importante instrumento de trabalho para juristas e advogados, departamentos de pessoal das empresas, profissionais liberais, gabinetes de consultoria e contabilidade, associações patronais e sindicais e serviços da administração pública.

  • This book adopts a comprehensive approach, combining the views of economists and political scientists, to assess the threats of maintaining the non-collaborative stance that prevailed in the response to past crises, and to explore new solutions to the present emergency. The coronavirus pandemic represents a serious test for the continued existence of the European Monetary Union. It has worsened pre-existing divisions among its members and highlighted the urgent need to address institutional and governance problems that were already apparent in the aftermath of the financial crisis and sovereign debt crisis, but have now gained in relevance following the more widespread impact of the disease across the European Union.This book discusses concrete strategies to overcome the current challenges, focusing on the need to build an effective economic and monetary union. It also reflects on ways of pursuing conformity with discipline and coordination rules while also adopting a more collaborative stance that has so far been absent in the Eurozone and has consistently undermined the political and social dimensions of the common currency project.

empty